Arquivo da categoria: Interfaces gráficas

New Look Linux: No Rumo certo!

Olá pessoal, mais mudanças em minha distro. Segue uma relação das mudanças:

  1. A mais importante é a mudança da base do Debian Stable para o Lubuntu 12.04.
  2. A mudança do desktop padrão do Openbox puro, para o LXDE. Vamos ainda fazer um LXDE mais fácil, mais leve e mais rápido.
  3. Mudança do Artwork da distro.

O New Look fará par com o Kitux, oferecendo o LXDE como padrão, porém sendo sensivelmente mais leve, e com possivelmente com outro WM por padrão.

Distros para iniciantes: Linux Mint #2

Olá pessoal, como prometido, estou publicando o primeiro capítulo da série “Distros para iniciantes”. Vamos abordar o Linux Mint, que também usei por um tempo. O Linux Mint, ou Linux de Hortelã (como é chamado por alguns) ganhou muita relevância no último ano, depois que a Canonical colocou o Unity (que na época estava bastante instável) no Ubuntu.

Chega de blábláblá e vamos apresentar o Mint.

O Linux Mint é uma distro baseada no Ubuntu e sua versão Linux Mint Debian Edition(LMDE) é baseada no Debian, que dá ao usuário uma distro completa e muito fácil de usar, perfeita para leigos e iniciantes.

https://i1.wp.com/distrowatch.com/images/cgfjoewdlbc/mint.png

 

  • Gerenciador de Pacotes: apt;
  • Origem: Irlanda;
  • Baseada no: Ubuntu e no Debian;
  • Arquitetura: i386, x86_64;
  • Desenvolvimento: Ativo.

Prós: uma distro fácil de usar, tem um repositório que por padrão (pelo menos na versão 11, a que eu uso), inclui cerca de 34 mil pacotes. A versão baseada no Debian (LMDE) que é infinitamente atualizada de acordo com o Debian Testing, é uma distro de visual agradável, inclui codecs e vários aplicativos na instalação padrão.

Contras: o LMDE é totalmente incompatível com a versão baseada no Ubuntu, e esta última é um pouco pesada.

Requisitos: 512 MB de RAM, (1 GB recomendado), 5 GB de HD, Processador x86 e Placa gráfica capaz de exibir na resolução de 800 × 600.

 

 

Kitux: Novidades para o Nippybox

Olá pessoal, estou publicando mais novidades sobre o Nippybox. Elas vão desde da mudança da base, até a mudança do nome.

  • Mudança do nome de Nippybox para New Look Linux: Embora a distro correspondesse ao nome dela, o nome na minha opinião não passava a devida seriedade para a distro, o que é ruim, esse novo nome siginifica um novo olhar para o Linux, com um ambiente que sai da mesmice do Openbox+Tint2 ou Openbox+Lxpanel.
  • Mudança da base de Ubuntu para Debian Stable: O Ubuntu estava sim mais leve, mas decidi mudar a base, porque os pacotes do Debian são bem mais testados do que os do Ubuntu, o que quase extingue a chance de dar problemas
  • Mudança dos aplicativos: o New Look, quer ser como o Kurumin Linux foi, uma distro pequena, rápida de instalar, fácil de manusear.
  • Mudança da dock: A dock do Sistema, mudou de Avant Window Navigator para o Wbar, que é sensivelmente mais leve.
  • Mudança da interface: Ao invés de fazer uma interface totalmente nova, decidi partir para algo mais clássico, como no bom e velho Kurumin. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/9e/Kurumin-7.0r3.png

Dá para notas as mudanças, a previsão do tamanho da distribuição diminuiu de 1,5 GB para no máximo 350 MB. Previsão de lançamento para a versão 1.0.0 é de abril de 2013.

VAMOS QUEBRAR O ESTERÓTIPO DE QUE O LINUX É APENAS PARA HACKERS! VAMOS FAZER O LINUX FÁCIL, UMA DISTRO DE VERDADE.

Anunciadas mais três ferramentas para o Easy Tools.

Olá pessoal, depois que o Nippybox trocou o Slackware pelo Debian, ele está muito mais rápido. As ferramentas são:

  • AppCafé Package Manager: O AppCafé é um gerenciador de pacotes gráfico que veio para ficar. Ele é extremamente adaptável a distro que está usando, ele acompanha ícones mágicos, um arquivo de configuração para setar o comando para instalar, desinstalar e expurgar o pacote.
  • Nippy Desktop: Um configurador para o lançador de tela cheia do Nippybox. Ele é bem simples, para cpnfigurar apenas o básico.
  • Plank Configurator: Um configurador para o Plank, a dock do Nippybox.

dreamboxLinux: agora é Nippybox Linux.

O dreambox mudou de nome, porque os germanos (sempre eles…) registraram o nome antes. O novo nome, Nippybox, significa isso:

  • Nippy: Picante, rápido, incisivo, cortante, vivo ativo
  • box: de Openbox, o ambiente padrão da distro.

E junto com a mudança do nome, ocorreu a mudança de base, agora a distro é Slackware, por causa que é bem parecido com o Arch Linux em si. A distro usa os pacotes txz, e terá um gerenciador de pacotes próprio – o nippypkg. Apesar de ser muito diferente do Kitux, o Nippy é uma distro que no fundo de tudo são muito parecidos… A introdução dos facilitadores – o easy-tools – fará uma grande diferença em relação à distro mãe – o Slackware – e fará que o jeito de operar se pareça com o do Kitux.

Guia Openbox: Instalando

Para instalar o Openbox e deixá-lo usável, devemos instalar os seguintes pacotes:

  • Nitrogen para o papel de parede;
  • GNOME Do para executar os programas;
  • Avant Window Navigator para lançar os aplicativos;
  • Parcellite para gerenciar a área de transferência;
  • easy-logout para o menu de shutdown;
  • xcompmgr ou cairo-composite para o composite;
  • PCManFM para gerenciar os arquivos.

Vamos instalar o Openbox.

No Ubuntu:

$ sudo apt-get install openbox openbox-themes obconf parcellite gnome-do xcompmgr wget pcmanfm avant-window-navigator

No Arch:

$ su -
# Pacman -Syy openbox obmenu parcellite xcompmgr wget pcmanfm lxterminal leafpad
su - seu-usuario
$ yaourt -S avant-window-navigator

Se quiser o AWN ao estilo lúcido (no Ubuntu sei que tem, já no Arch não sei), siga o passo a seguir.

Para instalar o AWN estilo lúcido, no caso de ter já ter instalado o AWN através dos repositórios oficiais do Ubuntu, terá de remover o AWN completamente. Dê o seguinte comando:

$ sudo apt-get remove avant-window-navigator avant-window-navigator-data awn-settings awn-applets-c-core libawn1 vala-awn && sudo apt-get autoremove

Adicionaremos o repositório de testes do AWN:

$ sudo add-apt-repository ppa:awn-testing/ppa && sudo apt-get update

Chegou a parte mais fácil. Dê o seguinte comando para instalá-lo:

$ sudo apt-get install avant-window-navigator-trunk

E para o menu de sessão, copie o seguinte código e salve em /usr/local/bin

Script: Menu de sessão

#! /bin/bash
 
action=$(yad --width 300 --entry --title "Sair do Sistema" \
    --image=gnome-shutdown \
    --button="Sair:2" \
    --button="gtk-ok:0" --button="gtk-close:1" \
    --text "Escolha uma ação:" \
    --entry-text \
    "Desligar" "Reiniciar" "Sair" "Hibernar" "Suspender")
ret=$?
 
[[ $ret -eq 1 ]] && exit 0
 
if [[ $ret -eq 2 ]]; then
    gdmflexiserver --startnew &
    exit 0
fi
 
case $action in
    Desligar*) cmd="dbus-send --system --print-reply --dest="org.freedesktop.ConsoleKit" /org/freedesktop/ConsoleKit/Manager org.freedesktop.ConsoleKit.Manager.Stop" ;;
    Reiniciar*) cmd="dbus-send --system --print-reply --dest="org.freedesktop.ConsoleKit" /org/freedesktop/ConsoleKit/Manager org.freedesktop.ConsoleKit.Manager.Restart" ;;
    Sair*) cmd="openbox --exit" ;;
    Hibernar*) cmd="dbus-send --system --print-reply --dest="org.freedesktop.Hal" /org/freedesktop/Hal/devices/computer org.freedesktop.Hal.Device.SystemPowerManagement.Hibernate" ;;
    Suspender*) cmd"dbus-send --system --print-reply --dest="org.freedesktop.Hal" /org/freedesktop/Hal/devices/computer org.freedesktop.Hal.Device.SystemPowerManagement.Suspend int32:0" ;;
    *) exit 1 ;;        
esac
 
eval exec $cmd

Com isso encerramos nossa parte de instalação…
 

Guia Openbox: Introdução

Todos sabem que existem várias interfaces gráficas no GNU/Linux, mas se esquecem dos pesos leves como o Openbox, porém ele é muito pelado, não tem nada, mas a leveza dele foi um dos principais motivos de tê-lo utilizado durante um tempão…

Openbox, apesar de ser muito espartano, é bastante configurável, mas para quem vem de outros ambientes, essa diferença é brutal. Nesse artigo vou mostrar como configurar um Openbox fácil de configurar e de usar, com o trio Openbox + AWN + Xcompmgr, que é um dos melhores…

Ele inicialmente é assim:

Inicialmente se comparado com as outras interfaces gráficas, é o patinho feio da turma. Todavia, iremos melhorar sua interface.

dreamboxLinux e KituX: Novos rumos

Olá pessoal, como vocês devem saber, faço parte do Kitux Project. Nos últimos dias que estive por fora do blog, tive novas ideias para o projecto que podem mudar os rumos. A ideia seria uma que já existe no SlaX e uma evolução de uma que iria implementar do SimplyOS, o que seria os Módulos. Basicamente os módulos são listas de apicativos para determinadas tarefas. Cada um deles será dividiso em:

Módulos Básicos: Módulos que instalam funcionalidades básicas para o uso cotidiano do usuário, e que são incluídos diretamente no Sistema. Ex.: Escritório Básico, inclui o Abiword e Gnumeric.

Módulos Totais: Módulos que instalam tudo o que o usuário precisa, são complementos e programas completos, não são incluídos diretamente no sistema. Ex.: Codecs Total, inclui pacotes restritos como o flash-player-plugin.

[SimplyOS] A Distro mudou de Nome…

Olá pessoal, venho anunciar hoje, que a minha distro o SimplyOS, mudará de nome, se chamando agora de Codename Constantine ou CodeConstantine.

[SimplyOS] Tchau Arch, Bem vindo Fedora

Olá pessoal, o SimplyOS mudar base, Agora ele é .rpm. Desde quando o conceito do SimplyOS foi criado, ele mudou de base diversas vezes, do Mandriva (Quando a distro se chamava MandruX) para o Debian Testing (Quando adquiriu o nome SimplyOS), depois para o Arch e agora para o Fedora. Com a mudança da base, teremos que repensar algumas ferramentas e organizá-las no SCC (Simply Control Center). Repensei até mesmo a interface, que seria mais voltada para telas menores, e parecida com a do OS X da Apple, agora está um pouco mais normal, porém com alguns elementos originais.

%d blogueiros gostam disto: