Arquivo mensal: abril 2012

Afinal, o que é KDE, GNOME, XFCE, LXDE?

Artigo de autoria de Anjo do fórum Linux Mint Brasil

Alguns novatos podem se perguntar: “O que diabos é KDE/GNOME/XFCE/FluxBox/OpenBox/WindowMaker/…?” Aí obtém como resposta: “É uma interface gráfica.”

Bom, antes, vamos dizer que quase todos os sistemas operacionais (nem todos, só os que tem visuais né?) tem interface gráfica. O Windows XP tem uma interface gráfica, mas quase nunca ouvimos falar dela porque “é menos importante”. Chama-se Luna. Interface gráfica é tudo aquilo que controla o visual do seu sistema operacional (me corrijam se eu estiver errado). Sem ela, acho que seu sistema seria uma tela preta tendo que digitar comandos.

GNOME, KDE, XFCE, LXDE, FluxBox, OpenBox e afins são interfaces gráficas. Vou falar das mais conhecidas e mais usadas:

GNOME: é escrito com base em GTK+. GTK+ é toolkit multiplataforma para criação de interfaces gráficas, originalmente desenvolvido para o GIMP. (Fonte: Wikipédia) É lançada uma nova versão a cada 6 meses. (o mesmo ciclo do Ubuntu, porém, o GNOME lança uma versão um mês antes do Ubuntu. Ou seja, se o Ubuntu 10.04 vai lançar em Abril, a versão 2.30 do GNOME é lançada em Março.)

KDE: escrita com base em QT. QT é um sistema multiplataforma para o desenvolvimento de programas de interface gráfica. Por isso tem um visual estrondosamente diferente do GNOME, e é bem estiloso.

XFCE: escrito também com base em GTK+! É uma interface muito leve mesmo, rodando em PCs com 192 MB de RAM. Lembra o GNOME, mas é mais leve.

LXDE: Também escrita em GTK+. Mas é muito mais leve que o XFCE. É feito para rodar em PCs antigos também.

FluxBox: Escrita em C++ (não sei se é baseada em GTK+ ou QT) e é bastante leve. Ela é leve o bastante para rodar em um 486DX com 16 MB de memória RAM.

OpenBox: Escrito em C. Projetado para ser leve e rápido.

Anúncios

Tint2 com lançadores de aplicativos

Dica retirada do blog mundo gnu, de autoria do grande edps
 
Veremos aqui como utilizar lançadores de aplicativos no Tint2.
 
Debian Squeeze + XFCE + Tint2 + Conky + Tilda & Nano + MOC. Temas OMG Suite & Ícones AwOken.
 

 

Debian Squeeze 6.0.4 + Kernel 3.2.2-l7 + XFCE + Tint2 + Conky + Tilda & HTop. Tema do Xfwm: Moira ( http://migre.me/8vAhW ), Ícones AwOkenWhite & Wallpaper IV ( http://migre.me/8vAhr ).
 

Apps necessárias.

Debian.

$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install conky tint2 wmctrl

Arch Linux.

$ sudo pacman -Syy
$ sudo pacman -S conky tint2 wmctrl

Fedora.

$ sudo yum check-update
$ sudo yum install conky tint2 wmctrl

Conky.

O Conky pode ser baixado através do link abaixo:

http://gnome-look.org/content/show.php/good+conky?content=143554

Para aqueles que queiram apenas essas configs, baixem o .conkyrc a seguir e salvem em ~/.conkyrc-Black:

http://pastebin.com/DvXwMNtm

Baixem também o script.lua e salvem em ~/.conky/circle_script.lua:

http://pastebin.com/B0G9NS7K

Tint2.

Abaixo seguem a config e o script necessário para a utilização do Tint2 com lançadores de aplicativos.
 
Salve o script abaixo com o nome launch, dê-lhe permissão de execução e mova-o para /usr/local/bin:

http://pastebin.com/aZKrvEWd

$ chmod +x launch
$ sudo mv launch /usr/local/bin

Salve a config abaixo em ~/.config/tint2/tint2rc

http://pastebin.com/7cZmgw2w

Modifique ou adicione novos lançadores nas linhas:

launcher_item_app = /usr/share/applications/arquivo.desktop




Temas.


OMG Suite (GTK e Emerald).


http://www.deviantart.com/download/288398137/omg_suite_by_nale12-d4rpdfd.zip


Ícones AwOken.

Para o caso do Debian, o repositório da PPA do Ubuntu encontra-se nesse sources.list:


http://pastebin.com/AaKTxpde

[SimplyOS] Informações

Olá pessoal, estou publicando informações sobre o SimplyOS 2013 Dark Sun.

  • A distro terá como ambientes de trabalho o KDE e o Openbox, deixando o MATE para a versão 2014 Serene Jupiter
  • Os nomes serão modificados (um pouco). Agora são:
    • Ligth Edition: minimalista. É essa palavra que define essa edição. Ela tem como ambiente de trabalho padrão a combinação do Openbox e um Tint2 muito bem configurados.
    •  New World Edition: fácil para o usuário leigo. Essa edição inclui todos os programas que um leigo precisa. O ambiente de trabalho é o KDE e o Openbox
    •  Extended Edition: completa e muito funcional. Ela é muito completa, tendo os melhores programas de cada categoria. O Ambiente é o KDE, configurado, para ter melhor acesso aos aplicativos, e o KDE é muito completo.
  • Estou convocando a ajuda de todos da comunidade, para ajudar no projecto.
  • Alguns programas foram alterados
    • Do Google Chrome, para o Firefox (o Google Chrome, será colocado no SimplyOS Extended Edition)
    • Do Abiword/Gnumeric para o LibreOffice (Eles serão colocados no SimplyOS Ligth Edition)
    • Do Audacious para o Clementine (O audacious será colocado no SimplyOS Ligth Edition
  • Serão introduzidos os perfis de aplicativos

Como fazer a câmera EasyShare funcionar no Linux?

Se você comprou uma câmera Kodak EasyShare, mas ela não é reconhecida pelo Linux de jeito nenhum, esta dica é pra você!!!

As câmeras Kodak EasyShare, normalmente só tem softwares para Windows, mas nesta dica, não vamos usar o software original, mas o DigiKam do KDE.

Primeiro, veja se é reconhecida:

$ sudo lsusb

Ou, como ‘root’:

# lsusb

O resultado:

Bus 005 Device 009: ID 040a:0600 Kodak Co.
Bus 005 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 004 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 003 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 002 Device 001: ID 1d6b:0001 Linux Foundation 1.1 root hub
Bus 001 Device 002: ID 058f:6362 Alcor Micro Corp. Flash Card Reader/Writer
Bus 001 Device 001: ID 1d6b:0002 Linux Foundation 2.0 root hub

Veja se aparece uma linha parecida com a que está em itálico.

Instale o DigiKam de acordo com a sua distro.

Poderá instalar utilizando o ‘sudo’ ou como ‘root’.

– Mandriva:

$ sudo urpmi digikam

– Debian, Ubuntu, PCLinuxOS:

$ sudo apt-get install digikam

– Fedora:

$ sudo yum digikam

– openSUSE:

$ sudo zypper –install digikam

– Arch:

$ sudo pacman -S digikam

E na câmera, vá em suas configurações. Terá uma opção assim (mais ou menos isso):

–> Software: Kodak

Mude para:

–> Software: Outro

Conecte sua câmera. Aparecerá uma janela com escolha de opções, ou a janela do DigiKam.

Opera Mobile no Linux

Não, isto não é uma trollagem.

Quase todos sabem, que o melhor navegador para Smartphones e Celulares é o Opera (Quem nunca viu o ‘O’ vermelho em algum celular, que atire o primeiro pacote…), e vamos reproduzi-lo no Linux.

Estou usando o Linux Mint 11 com Openbox para esta dica.

I- Passo

Visite a página de download do Opera Mobile Emulator (Link a seguir) e escolha o pacote.

O pacote “.deb” para Debian-likes, e “.tar” para as demais distros. Vou abordar o método Debian:

II- Passo

Clique em: Download (Em um botão verde).

III- Passo

Depois de feito o download, dê o comando abaixo:

$ sudo dpkg -i operamobile_11.00-build-14316_i386.deb

IV- Passo

Execute o Opera Mobile com este comando:

$ operamobile

Este tutorial, é para aqueles que são blogueiros ou Web Designers, e que querem conferir como o seu Site comporta-se em navegadores móveis.

Para aqueles que acham que é mentira:

Arumando a casa nova para O Rosa Linux 2011…

Olá pessoal, é sabido que quero escapar do Windows Seven. Eu quero voltar sim para o Linux, até porque acho ele muito mais prático do que o Windows… Tenho um monte de imagens em .webp (nem sei que formato é esse…) que no Linux abria tranquilo, e no Windows só fica um ícone em branco…

O Meu PC tem as seguintes configurações

  • 4 GB de RAM (Quero ver não rodar minha distro favorita…)
  • 500 de HD (Planejando, ou colocar outro com 250 GB, ou rachar meio a meio)
  • Processador Core 2 Duo (Agora sim, antes não rodava nem ferrando…)
  • Placa nVidia GeForce (Eba! Efeitos gráficos!)

É pessoal, espero voltar para o Linux com tudo, já não vou muito com a cara do Windows, mas reconheço que o Seven me supreendeu…

Como eu Disse: Mandriva/ROSA, me aguardem…

EDIT: O meu Seven, deu duas BSODs em um mês… P#%@# Microsoft isso é maneira de tratar um usuário?

Olá a todos, e sejam bem vindos

Olá pessoal, meu nome é Guilherme Moreira de Oliveira, mas sou conhecido na internet pelo apelido de Miles Maverick, tenho 14 anos, e sou apaixonado pelo Linux desde quando o conheci. Comecei com o Linux com o Ubuntu 10.04.2 LTS Lucid Lynx, e depois de um tempo, parti para o Linux Mint, onde fiquei com ele até 31 de março desse ano, atualmente, estou no Windows 7 – vocês acham que eu queria estar no Windows? – e pretendo migrar para o ROSA/Mandriva e para o ArchBang. Atualmente também desenvolvo uma distro Linux, baseada no Arch Linux, de nome de SimplyOS.

Neste blog, pretendo mostrar dicas de como descomplicar o Linux.

%d blogueiros gostam disto: